sábado, 24 de junho de 2017

Câmara de Mogi cobrou da Educação aumento de verba para creche

23 de junho de 2017  QUADRO DESTAQUE  
Assunto foi debatido em Comissão de Saúde. (Foto: Marcelo Alvarenga/ CMMC)
Secretaria de Educação prestou contas do primeiro quadrimestre na Câmara. (Foto: Arquivo)
Assunto foi debatido em Comissão de Saúde. (Foto: Marcelo Alvarenga/ CMMC)
A necessidade de ampliação das verbas para creches subvencionadas, a preocupação com a situação financeira da Secretaria Municipal de Educação e melhorias para alunos deficientes foram alguns dos questionamentos feitos ontem pelos vereadores à responsável pela Pasta, Juliana Guedes, durante a audiência de prestação de contas do primeiro quadrimestre do ano, na Câmara de Mogi. Na ocasião foi anunciada a publicação do decreto, que possibilita a contratação de professores para atender necessidade temporária e excepcional em substituição aos afastamentos de docentes, após as salas serem oferecidas a profissionais da rede municipal de ensino.

Nestes primeiros quatro meses de 2017, foram empenhados R$ 117.895.211,48, o que corresponde a 41,52% dos recursos aplicados na Educação. “Este recurso representa os valores totais de contratos que foram empenhados neste primeiro quadrimestre e serão utilizados durante o ano todo”, explicou a secretária. Dos recursos do Fundeb – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, 83,65% foram aplicados na folha de pagamento dos profissionais do magistério e outros servidores.


“O que preocupa é a condição financeira. Oitenta e quatro por cento estão sendo gastos com folha de pagamento. É um número alto. A queda na arrecadação e o aumento nas despesas são assuntos que precisam ser acompanhados e que preocupam”, avaliou Mauro Araújo (PMDB), presidente da Comissão Permanente de Educação e Cultura da Câmara.

Outra questão abordada são as queixas das creches subvencionadas, que tiveram de conceder reajustes salariais aos seus funcionários na ordem de 10%, mas receberam da Prefeitura correção aproximada a 6% nos repasses. Segundo a secretária, estão sendo estudados possíveis reajustes para o próximo ano. “Porque o orçamento de 2017 já estava comprometido”, disse.

Além de Araújo, participaram do evento o presidente do Legislativo, Carlos Evaristo (PSD), e os vereadores Antonio Lino da Silva (PSD) e Jean Lopes (PCdoB).

Fonte:O Diário de Mogi

Instalação: Decisão final sobre vinda do Sesc será tomada em julho

Comitiva da entidade esteve ontem no Centro Esportivo do Socorro para realizar mais uma vistoria técnica
Os conselheiros do Serviço Social do Comércio (Sesc) visitarão o Centro Esportivo do Socorro em julho. Essa é a última etapa de análise da área. A partir da vistoria, o grupo vai elaborar um relatório que será submetido ao conselho. A informação foi divulgada durante a visita de uma comitiva com representantes do Sesc ao Centro Esportivo do Socorro, ontem, que contou com a presença do secretário de Cultura Mateus Sartori, do superintendente técnico-social do Sesc, Joel Naimayer Padula e demais representantes de outras áreas da entidade. Ele afirmou que a sede da Guarda Municipal e a Polícia Militar Ambiental, que funcionam em áreas anexas ao Centro Esportivo, podem ser remanejadas. O secretário esclareceu que os serviços só serão transferidos caso o Sesc solicite.
O superintendente técnico-social do Sesc, Joel Naimayer Padula, afirmou que apenas depois da visita dos conselheiros será elaborado o relatório final. "Os conselheiros, que são presidentes de sindicatos, visitarão a área em julho. A partir dessa visita técnica, um relatório será elaborado e apresentado ao conselho. Depois disso, vai depender da Prefeitura para a legalização do terreno e processo de doação e cessão do local", esclareceu.
Durante a visita de ontem, Padula destacou que o Sesc oferece uma série de atividades, além dos shows. Ele informou que são desenvolvidas atividades e oficinas em áreas como cultura, esporte e gastronomia. O superintende explicou que também será possível manter as atividades que existem atualmente no Centro Esportivo do Socorro. "Claro que privilegiamos quem é comerciário, das áreas de bens, serviço e turismo, mas a população está aberta para continuar participando", disse.
De acordo com o superintendente, ele ficou impressionado com a estrutura e localização do espaço. "O objetivo dessa visita é para que nós da área técnica possamos verificar as possibilidades do que existe aqui e ver como seria a atuação do início das atividades na cidade após a doação e cessão do local", ressaltou.
Sartori destacou que um dos próximos passos da Prefeitura será levar alguns grupos, como a Imprensa, representantes dos conselhos e lideranças de vários setores para conhecer a operação do Sesc. "O Sesc é gratuito e tem ações privadas. Quando se fala em privado, quer dizer que são cobradas, mas a preço popular. Os Sescs de São Paulo não tem portaria, bilheteria ou catraca. É como se fosse uma grande praça que as pessoas podem explorar. Assim como é o Parque da Cidade, que para utilizar o campo, por exemplo, é preciso agendar horário. No Sesc vai ser a mesma coisa. Não dá para chegar e usar, é preciso fazer o agendamento", acrescentou.
Sartori informou que a Prefeitura só encaminhará o projeto de cessão do espaço, assim que o Sesc oficializar a vinda para a cidade. No entanto, ele ressaltou que a Prefeitura já começou a tomar as medidas necessárias para viabilizar o processo.

Padula destacou que o Sesc oferece uma série de atividades, além dos shows

Sartori: 'Preços no Sesc são populares'.

Padula: 'Relatório será apresentado em julho'.

Fonte:Mogi News

Terreno invadido: Cerca de 160 famílias serão retiradas de área na Vl. Sonia

Reintegração está marcada para ocorrer às 9 horas da próxima terça-feira com o apoio da Polícia Militar
Foto: Reprodução Google


Pessoas construíram imóveis em terreno de preservação ambiental, onde passará o Parque Linear do Estado
Cerca de 160 famílias podem ficar desabrigadas em Itaquaquecetuba na próxima terça-feira, quando haverá a reintegração de posse e demolição dos imóveis que foram construídos em uma área de preservação ambiental. O local foi ocupado irregularmente na Vila Sônia, próximo à várzea do rio Tietê. A Prefeitura afirma que a região invadida é uma área de proteção ambiental que será recuperada. O espaço também deve receber as obras do Parque Linear, do governo do Estado.
Uma manifestação foi realizada na manhã de ontem, em frente ao Paço Municipal para mobilizar a Prefeitura de Itaquá a pedir suspensão desse processo, até que o município tenha condições de acolher as famílias, seja com aluguel social ou com moradias populares, segundo informou Edson Ferreira da Silva, que é o advogado dos ocupantes.
A Prefeitural informou que a área foi invadida há quatro anos e que, a princípio, eram apenas quatro moradias em 2013, quando foi solicitada à Justiça a retirada das famílias. Por conta da morosidade do processo, a invasão cresceu e, atualmente, existem cerca de 160 casas construídas de forma irregular.
Já o advogado dos moradores disse que há famílias vivendo há mais de 35 anos no local em questão e que não deveriam ser impactadas com a reintegração. Inclusive, uma ação de usucapião está em andamento para que essas pessoas possam permanecer legalmente no espaço. Para Silva, as ocupações mais recentes não devem ser demolidas sem antes uma alternativa para acolhimento desses habitantes.
Já a administração municipal informou que, de acordo com a decisão judicial, foi determinado que a Prefeitura disponha um local para a guarda dos pertences e que as famílias devem se abrigar na casa de parentes.
"A maioria que vive naquela região nem tem para onde ir, nem mesmo casa de parentes, porque todos os familiares moram naquela área. Queremos que a Prefeitura disponibilize o aluguel social ou arrume uma moradia para eles", destacou Edson. O advogado ainda lembrou que a área é habitada por muitos idosos, crianças e pessoas com deficiência e que há cerca de 200 famílias no local. "Tem gente que não tem a menor condição de sair de lá e, no dia da desapropriação, não sairão. Eles afirmam que vão permanecer para lutar pela moradia", contou.
A ação, marcada para às 9 horas da próxima terça-feira, deve contar com a presença e apoio da Polícia Militar. Por ser várzea do rio Tietê, a zona invadida é considerada de proteção ambiental e, por isso, poderá receber o Parque Linear do Estado. Está prevista a recuperação ambiental da área, segundo informou a Prefeitura.

Fonte:Mogi News

Terreno invadido: Cerca de 160 famílias serão retiradas de área na Vl. Sonia

Reintegração está marcada para ocorrer às 9 horas da próxima terça-feira com o apoio da Polícia Militar
Foto: Reprodução Google


Pessoas construíram imóveis em terreno de preservação ambiental, onde passará o Parque Linear do Estado
Cerca de 160 famílias podem ficar desabrigadas em Itaquaquecetuba na próxima terça-feira, quando haverá a reintegração de posse e demolição dos imóveis que foram construídos em uma área de preservação ambiental. O local foi ocupado irregularmente na Vila Sônia, próximo à várzea do rio Tietê. A Prefeitura afirma que a região invadida é uma área de proteção ambiental que será recuperada. O espaço também deve receber as obras do Parque Linear, do governo do Estado.
Uma manifestação foi realizada na manhã de ontem, em frente ao Paço Municipal para mobilizar a Prefeitura de Itaquá a pedir suspensão desse processo, até que o município tenha condições de acolher as famílias, seja com aluguel social ou com moradias populares, segundo informou Edson Ferreira da Silva, que é o advogado dos ocupantes.
A Prefeitural informou que a área foi invadida há quatro anos e que, a princípio, eram apenas quatro moradias em 2013, quando foi solicitada à Justiça a retirada das famílias. Por conta da morosidade do processo, a invasão cresceu e, atualmente, existem cerca de 160 casas construídas de forma irregular.
Já o advogado dos moradores disse que há famílias vivendo há mais de 35 anos no local em questão e que não deveriam ser impactadas com a reintegração. Inclusive, uma ação de usucapião está em andamento para que essas pessoas possam permanecer legalmente no espaço. Para Silva, as ocupações mais recentes não devem ser demolidas sem antes uma alternativa para acolhimento desses habitantes.
Já a administração municipal informou que, de acordo com a decisão judicial, foi determinado que a Prefeitura disponha um local para a guarda dos pertences e que as famílias devem se abrigar na casa de parentes.
"A maioria que vive naquela região nem tem para onde ir, nem mesmo casa de parentes, porque todos os familiares moram naquela área. Queremos que a Prefeitura disponibilize o aluguel social ou arrume uma moradia para eles", destacou Edson. O advogado ainda lembrou que a área é habitada por muitos idosos, crianças e pessoas com deficiência e que há cerca de 200 famílias no local. "Tem gente que não tem a menor condição de sair de lá e, no dia da desapropriação, não sairão. Eles afirmam que vão permanecer para lutar pela moradia", contou.
A ação, marcada para às 9 horas da próxima terça-feira, deve contar com a presença e apoio da Polícia Militar. Por ser várzea do rio Tietê, a zona invadida é considerada de proteção ambiental e, por isso, poderá receber o Parque Linear do Estado. Está prevista a recuperação ambiental da área, segundo informou a Prefeitura.

Fonte:Mogi News

Suzano: Secretaria de Saúde conquista verba estadual de R$ 349 mil

Procedimentos começarão a ser realizados a partir do fim do mês de julho; fila de espera é de 817 casos
Foto: Wanderley Costa/Secop Suzano


Guillaumon foi até Brasília providenciar os repasses
A Prefeitura de Suzano conquistou nesta semana verba estadual no valor de R$ 349 mil para cirurgias de catarata. Em reunião realizada na segunda-feira, em São Paulo, com o secretário de Estado da Saúde, David Uip, o chefe da pasta municipal de Saúde, Luís Cláudio Rocha Guillaumon, teve a confirmação do montante. Herdada pelo atual governo da gestão anterior, a fila de espera abarca 817 casos. Os procedimentos terão início no fim do mês de julho.
A ação faz parte de uma das premissas do Poder Executivo suzanense, que, na área da Saúde, busca retomar os investimentos e as subvenções que não contaram, anteriormente, com a mobilização necessária. A expectativa é que os procedimentos cirúrgicos tenham início dentro de 30 dias aproximadamente, após o alinhamento do cronograma de atendimento. A prioridade será a demanda reprimida, conforme ressalta Guillaumon.
"Essa é uma ação importante, que visa equacionar a fila de espera por cirurgias de catarata. Já estamos organizando as equipes e a estrutura necessária para atender essa demanda de forma ordenada. Todos os procedimentos serão feitos na Santa Casa de Misericórdia de Suzano, que, em razão de sua característica de atendimento regional, poderá até sediar intervenções de outras cidades, por meio de parcerias com outras prefeituras", acrescenta o secretário municipal de Saúde.
Brasília
Na terça-feira, o secretário foi até Brasília para providenciar repasses por parte do governo federal para diversos projetos. As tratativas, no entanto, teriam de ter início em 2013. Segundo Guillaumon, por falta de gestão administrativa, as negociações não tiveram êxito. Algumas das propostas retomadas vão permitir a reforma e a conclusão de Unidades Básicas de Saúde (UBS's); a subvenção de equipamentos de média e de alta complexidade da Santa Casa de Suzano; bem como a implantação de programas da União de acompanhamento clínico domiciliar.
"Nosso objetivo, em Brasília, foi desburocratizar investimentos fundamentais para a cidade e que podem ser até perdidos. Fiz questão de ir ao Ministério da Saúde para fundamentar a necessidade desses recursos para o município e garantir uma estruturação da rede básica de saúde. A ida ao Distrito Federal foi muito importante para Suzano. Esperamos que, dentro das próximas semanas, tenhamos a confirmação dessas benfeitorias para a cidade", conclui Guillaumon.

Fonte:Mogi News


Biritiba Mirim: Jarbas aumenta o salário de 850 servidores municipais

Aumento real será de 5,84%, mas com reajuste do IPCA o vencimento dos funcionários ficará até 10% maior
O prefeito de Biritiba Mirim, Jarbas Ezequiel de Aguiar (PV), o Professor Jarbas, anunciou aumento salarial para os cerca de 850 funcionários do município. Todas as categorias, com exceção dos secretários municipais, vice-prefeito e o próprio chefe do Executivo, receberão aumento real de 5,84% em seus vencimentos. O reajuste total chega a 10% levando-se em consideração o aumento mais o repasse do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medido no período, que é de 4,16%. O Projeto de Lei de autoria do Executivo que adiciona os novos valores foi aprovado pela Câmara na sessão de segunda-feira.
De acordo com o prefeito, mesmo em tempos de crise, e problemas financeiros enfrentados pelo município, a intenção dele é valorizar o funcionário e melhorar a capacidade de compra do servidor. "Sabemos o quanto esse aumento fará diferença na vida do funcionário. Biritiba Mirim tem ótimos funcionários, que vestem a camisa da cidade, trabalham com muita vontade e determinação para melhorar a vida da população, e nada mais justo que aumentarmos o salário dos servidores, dentro das possibilidades das finanças do município", disse o prefeito Professor Jarbas.
Além do incremento salarial, que será adicionado no contracheque dos servidores a ser recebido a partir do final do mês de junho, em maio a Prefeitura ampliou o pagamento de benefícios ao funcionalismo público da cidade, e passou a conceder vale-alimentação para mais 161 servidores da municipalidade.
O valor do benefício é de R$ 255,54, recebido por meio de um cartão magnético, recarregado todos os meses, e pode ser utilizado tanto para fazer compras em supermercados, quanto em alguns estabelecimentos de alimentação (restaurantes, bares e lanchonetes) da cidade.

Medida que aumenta os valores dos pagamentos da prefeitura já foi aprovado

Prefeito quer valorizar sua equipe de trabalho

Fonte:Mogi News


sexta-feira, 23 de junho de 2017

QUADRO DESTAQUE: Mauro Araújo deixa de ser líder do prefeito na Câmara

 22 de junho de 2017  QUADRO DESTAQUE  

 Vereador do PMDB descarta atrito com Marcus Melo (PSDB). (Foto: Arquivo)
Vereador do PMDB descarta atrito com Marcus Melo (PSDB). (Foto: Arquivo)

DARWIN VALENTE
Num almoço ocorrido nesta quarta-feira (22), na Prefeitura de Mogi, Marcus Melo (PSDB) e o vereador Mauro Araújo (PMDB) chegaram a um entendimento sobre a saída do peemedebista do cargo de líder do prefeito na Câmara Municipal.

Araújo teria alegado “razões de ordem pessoal” relacionadas ao seu “dia a dia de vereador” para deixar as funções de liderança junto ao Legislativo.


O vereador, no entanto, não escondia certo incômodo com o desgaste no plano político que vinha sofrendo, em razão das seguidas reclamações de seus colegas quanto ao não atendimento de suas demandas pela Prefeitura, conforme este jornal noticiou no último domingo, na Coluna Informação, que antecipou a disposição de Araújo em deixar a liderança.

“O Mauro é um grande amigo e, por isso mesmo, não houve qualquer atrito em nossa conversa, garantiu o prefeito Marcus Melo a O Diário, lembrando o bom relacionamento entre ambos, desde os tempos em que o tucano era o responsável por fazer a interface político-administrativa do governo do ex-prefeito Marco Bertaiolli (PSD) junto à Câmara Municipal de Mogi. À época, Melo tinha contato permanente com todos os vereadores.

O peemedebista confirmou a sua saída da liderança com os jornalistas durante a sessão da Câmara, mas preferiu não se aprofundar no assunto. Confirmou apenas que estava se afastando por questões pessoais e para se dedicar a outros projetos. “Foi uma decisão pessoal minha. Não tive nenhum atrito com o prefeito, tanto é que o PMDB continua na base do governo”, disse.

Sem-líder
Após a saída de Mauro Araújo, o tucano decidiu abolir, de uma vez por todas, a figura oficial do líder do prefeito junto ao Legislativo.

O próprio prefeito pretende conduzir, de agora em diante, as conversas com os vereadores, sempre que houver algum tema de interesse da Prefeitura a ser discutido e votado pela Câmara.

Deverá, com isso, adotar o mesmo expediente de seu antecessor no cargo, Marco Bertaiolli, que também não adotada a figura do líder, embora pudesse contar com o vereador Antonio Lino (PSD) como uma espécie de interlocutor da administração municipal dentro do plenário, onde normalmente acontecem as discussões e as críticas mais ferrenhas ao governo municipal. Ao contrário de Melo, Bertaiolli nunca chegou a indicar alguém para exercer tal função no início de sua administração.



“Não vejo necessidade de indicar um líder, pois pretendo continuar atendendo pessoalmente os vereadores, como venho fazendo nesses primeiros meses da administração, discutindo pessoalmente com cada um deles os assuntos de interesse do Município”, afirmou o atual prefeito. (Colaborou Silvia Chimello)

Fonte: O Diário de Mogi

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Suzano: Ashiuchi prepara lançamento do Prosuz para o mês de julho

Plano de Saúde Suzanense prevê a reforma e ampliação de atendimentos, além de novos serviços na cidade
Foto: Daniel Carvalho


Novidade foi divulgada ontem pelo prefeito, que quer modernizar sistema de saúde
O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PR), anunciou a implantação do Plano de Saúde Suzanense (Prosuz), com previsão de ser lançado no próximo mês. A medida prevê a modernização de todo o sistema da rede, reformas nas estruturas físicas das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e dos Pronto Atendimentos (PAs), além da ampliação dos horários de atendimento. O programa ainda inclui ações importantes como a descentralização do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e campanhas contra o sedentarismo, por meio de ofertas gratuitas de atividades físicas.
A novidade foi divulgada pelo republicano durante a entrega da nova ala de atendimento do Pronto Socorro (PS) Municipal. "Vamos reformar as unidades de saúde e recolocar para funcionar com o horário estendido. Terão algumas UBSs que vão prestar atendimento até às 20 horas, outras até às 22. Será possível atender melhor aquele trabalhador que sai do serviço às 17 horas. Dessa forma, vamos diminuir o fluxo no Pronto Socorro, para que possamos concentrar nos casos emergenciais", detalhou o prefeito.
O Prosuz será implantado gradativamente, segundo detalhou Ashiuchi. O chefe do Executivo apontou a modernização tecnológica como uma das primeiras etapas do programa. "Hoje, temos um sistema muito carente na parte de informatização. Após a conclusão dessa fase, será possível saber há quantos dias o paciente passou em alguma especialidade, em qual unidade, quantas vezes ele foi no médico, qual remédio tomou, enfim. Teremos todas essas informações", explicou. "O Prosuz tem várias fases. A primeira é a modernização e extensão de horários. A informatização não será feita de uma hora para outra. Estamos buscando ideias e soluções", acrescentou.
Ashiuchi ainda lembrou que a cidade tem 23 unidades de saúde em pleno atendimento que devem receber os serviços de melhorias, mas novos postos devem ser entregues em breve, já que há planos para a retomada das obras da UBS do Jardim Revista. "Com relação as reformas, terá meses em que conseguiremos concluir duas UBSs menores. Por exemplo, uma unidade emergencial que temos é o Pronto Atendimento de Palmeiras, além de reformá-lo, vamos colocar médicos".
A descentralização do Samu será iniciada a partir de julho, segundo antecipou o prefeito. O republicano explicou que uma ambulância ficará na região norte da cidade e outra no PA de Palmeiras. A sede do Samu, no entanto, permanecerá na avenida Governador Mário Covas Junior, a Marginal do Una.
Na ocasião, o prefeito ainda frisou a implantação de campanhas contra o sedentarismo. "Tivemos, hoje (ontem), uma reunião com as Secretarias de Saúde e Esportes, que vão iniciar um trabalho oferecendo exercícios físicos para incentivar as pessoas saírem do sedentarismo", contou. Essas ações terão início até janeiro de 2018 e preveem a oferta de ginásticas em unidades escolares e academias ao ar livre.
Estrutura da UPA pode ganhar novo destino
O espaço que seria destinado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no Jardim Revista, em Suzano, poderá ganhar um novo destino e ser utilizado para a implantação de outro equipamento de saúde pública
O espaço que seria destinado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no Jardim Revista, em Suzano, poderá ganhar um novo destino e ser utilizado para a implantação de outro equipamento de saúde pública. A possibilidade ainda está sendo avaliada pela administração municipal, segundo adiantou o prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR).
A obra teve início na gestão do ex-prefeito Marcelo Cândido e, desde 2012, está parada. A estrutura, inclusive, é alvo frequente de vandalismo e teve todo o telhado furtado no último mês. A construção foi abandonada quando já estava 70% concluída, faltando apenas a fase de acabamento, orçada em R$ 1,5 milhão. Além do telhado, as portas e janelas também já foram arrancadas.
O republicano disse que está estudando as questões financeiras, pois o custo é muito alto para manter uma unidade desse porte. "Estamos analisando se cabe uma UPA ou outro equipamento de saúde naquele local. Essa é uma discussão não só de Suzano, mas nacional. A UPA, hoje, é inviável para a cidade. O custo mensal de manutenção é de R$ 1 milhão. E o município recebe apenas R$ 250 mil de repasse", disse. (F.F.)
Ala de atendimento do PS é toda reformada
O Pronto Socorro (PS) Municipal de Suzano ganhou uma nova ala de atendimento. O espaço foi totalmente reformado e vai disponibilizar salas reservadas para a medicação de pacientes, que terá três enfermeiros disponíveis para prestar o atendimento e agilizar as filas de espera
O Pronto Socorro (PS) Municipal de Suzano ganhou uma nova ala de atendimento. O espaço foi totalmente reformado e vai disponibilizar salas reservadas para a medicação de pacientes, que terá três enfermeiros disponíveis para prestar o atendimento e agilizar as filas de espera. A recepção também teve a estrutura readequada e todo o setor recebeu móveis novos, incluindo cadeiras e poltronas. Nos próximos meses, inicia a etapa de troca dos pisos e cobertura da unidade.
Os primeiros pacientes já foram atendidos ontem mesmo na nova estrutura, que foi entregue pelo prefeito Rodrigo Ashiuchi (PR), no início da tarde. "A estrutura mudou muito. Hoje estamos inaugurando essa ala de medicação, inalação e soroterapia. Estamos ampliando e melhorando o atendimento", destacou o republicano, lembrando que a unidade atende, em média, 850 pacientes por dia.
Recentemente, outro setor de atendimento do PS Municipal também foi reformado, após a queda do telhado que ocorreu no início do ano. Todos os serviços de reformas e readequações da unidade ficaram orçadas em R$ 65 mil.
"A recepção foi readequada, além disso foi feita uma sala de medicação, onde é ampliado para três enfermeiros, podendo ser medicadas até três pessoas ao mesmo tempo, o que já acelera o atendimento", destacou Mauro Vaz, que é o diretor administrativo do PS Municipal. "Se o paciente precisar de inalação, oxigenação ou soroterapia, ele não ficará exposto e, sim, num lugar mais restrito e reservado", disse ontem na inauguração da ala.
Mauro Vaz falou das próximas etapas de reforma na unidade de saúde e a adequação que o PS vai receber, incluindo a troca de telhado do prédio. "A partir de agora começa a troca de piso e uma nova cobertura. Toda a ortopedia será reformada, incluindo a parte da administração com o raio-x. Quero concluir nos próximos dois meses", adiantou o diretor. (F.F.)

Fonte:Mogi News

Ferraz: Secretário promete acelerar conserto de viaturas da GCM

Informação foi dada durante audiência pública que tratou do sucateamento da frota e do caos na segurança
Foto: Divulgação


Vereadores chamaram secretário municipal de Governo, Haroldo Camargo, para dar explicações sobre o tema
O secretário de Governo de Ferraz de Vasconcelos, Haroldo Camargo, promete apressar o conserto da frota de viaturas da Guarda Civil Municipal (GCM) e, com isso, restabelecer por completo o quanto antes o policiamento na cidade. A garantia foi dada durante audiência pública convocada pela Câmara, anteontem, para discutir o sucateamento da frota da corporação e o caos na segurança pública local em geral. Hoje, a GCM dispõe apenas de duas viaturas, de um total de nove carros, para fazer o patrulhamento, porém, nos próximos dias, mais um veículo deve sair da oficina.
A municipalidade, conforme assegurou o seu secretário de Governo, vai precisar acelerar o reparo de cinco viaturas e de uma moto. Além disso, para possibilitar a volta do policiamento motorizado será necessária a compra de mais uma moto, já que, por lei, neste caso, os agentes só devem atuar em dupla como forma de autoproteção. Questionado, Haroldo Camargo sinalizou ainda que a administração da cidade estuda buscar um financiamento junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para efetuar a renovação da frota da GCM.
Na reunião, o secretário acrescentou que o governo municipal pretende adquirir um novo fardamento para a tropa, em breve, assim como preparar o retorno do monitoramento por câmeras de segurança. No entanto, essa medida só será viabilizada para valer no ano que vem por falta de dinheiro. Segundo Haroldo Camargo, no momento, como o "cobertor está curto", ou seja, a Prefeitura não tem verba suficiente para atender todo o custeio da máquina, a saída está sendo priorizar o pouco que entra no caixa para manter em operação a frota de ambulâncias.
Ele anunciou ainda a recriação da Secretaria Municipal da Segurança Pública, extinta no ano passado. A volta da pasta faz parte da reforma em fase de estudos para depois ser enviada ao Legislativo.
Haroldo Camargo aposta na nomeação de um especialista para comandar a referida secretaria e dar um rumo à questão da segurança pública na cidade. Em nome dos vereadores, o presidente, Flavio Batista de Souza (PTB), o Inha, disse que a Câmara está atenta ao assunto.

Fonte:Mogi News

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Câmara de Mogi vai implantar o novo Portal da Transparência

31 de maio de 2017  Sem categoria  
Assunto foi debatido em Comissão de Saúde. (Foto: Marcelo Alvarenga/ CMMC)
Legislativo quer maior rigor na autorização de viagens de vereadores. (Foto: Arquivo)
Assunto foi debatido em Comissão de Saúde. (Foto: Marcelo Alvarenga/ CMMC)
SILVIA CHIMELLO
A Câmara de Mogi implantará o novo Portal da Transparência nas próximas semanas e a mesa diretiva da Casa quer adotar maior rigor para autorizar as viagens de vereadores e seguir à risca as exigências do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo e do Ministério Público. As informações são do presidente da Câmara, Carlos Evaristo da Silva (PSD), que ontem suspendeu a sessão e convocou os vereadores para tratar do assunto em reunião reservada, no plenarinho.

Ele disse que repassou a seus pares as instruções transmitidas pelo TC, que na semana passada realizou encontro com gestores públicos de vários municípios. “Já estamos adotando as medidas para dar início ao novo Portal da Transparência há alguns meses, com a contratação da empresa que está elaborando a plataforma para que o sistema comece a operar em no máximo 20 dias”, explica.

O trabalho será feito pela empresa Conam – Consultoria em Administração Municipal, a um custo de cerca de R$ 5 mil por mês. Trata-se de um mecanismo importante para possibilitar ao cidadão o conhecimento da aplicação dos recursos públicos, salários, entre outras informações.

Ainda na sessão de ontem, foi aprovado requerimento de Rodrigo Valverde (PT), que pede informações sobre a revisão de contrato do Município e discute a possibilidade de instalação de uma comissão especial para avaliar os contratos de aluguéis de imóveis da Administração Pública. A questão foi abordada pelo vereador Diego Martins (PMDB), o Diegão, que criticou os valores pagos, por exemplo, para locação do estacionamento ao lado do Parque Centenário, que chegam a R$ 18 mil mensais.

Os vereadores também criticaram o editorial publicado ontem por O Diário, que questiona a decisão da Casa de convidar o secretário municipal de Finanças, Aurílio Caido, para ir ao Legislativo explicar a peça orçamentária, assumindo papel inverso à função do legislador, que é de fiscalizar o Executivo e não ser orientado por ele. Pedro Komura (PSDB), Evaristo, com apoio de alguns colegas, alegaram que essa é uma forma de instruir melhor seus pares, especialmente os novatos, sobre questões técnicas envolvendo o assunto.

O vereador Mauro Araújo (PMDB) anunciou que se reunirá hoje, às 10 horas, com a secretária municipal de Educação, Juliana Guedes, para discutir alternativas para a falta de professores na rede municipal.

Fonte:O Diário de Mogi

Poupatempo tem agendamento online para novos serviços

 31 de maio de 2017  Sem categoria  
Objetivo é facilitar o acesso aos serviços oferecidos nas unidades. (Foto: Eisner Soares)
Objetivo é facilitar o acesso aos serviços oferecidos nas unidades. (Foto: Eisner Soares)

A unidade de Mogi das Cruzes do Poupatempo conta agora com atendimento marcado pela internet para novos serviços. O objetivo é facilitar a vida de quem precisa resolver a documentação e também de quem procura serviços de emprego, como cadastro de vagas, emissão da Carteira de Trabalho (CTPS) e seguro-desemprego. Desta forma, o interessado pode programar melhor o seu dia e economizar tempo (Confira em quadro nesta página como fazer o agendamento).

O agendamento de data e horário para ser atendido no Posto do Governo do Estado já funciona, com resultados positivos, para quem precisa tirar RG, CNH e Atestado de Antecedentes Criminais.

Além do benefício de maior conforto e menos perda de tempo para os usuários, o sistema de agendamento também melhora as condições de trabalho para os colaboradores do Poupatempo e garante economia de recursos públicos para o governo, pois a demanda é distribuída de maneira uniforme durante o dia. Assim, o Poupatempo evita sobrecarga em horários de pico e ociosidade nos demais períodos.

Além do agendamento, os canais de informações à população também possibilitam que os usuários obtenham informações corretas sobre todos os serviços oferecidos, prazos de entrega, valores de taxas, documentos necessários, endereços e horários de funcionamento dos postos.

O Poupatempo de Mogi funciona dentro do Hipermercado D’avó, localizado na Avenida Vereador Narciso Yague Guimarães, 1.000, no Centro Cívico. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, e aos sábados, das 8 às 13 horas.

Fonte:O Diário de Mogi

Turismo: Santa Isabel e Guararema já planejam ações

Após o Estado sancionar o título de interesse turístico, cidades passam a receber cerca de R$ 550 mil por ano
Foto: Divulgação


Autor do projeto que dá título à Guararema, André do Prado agradeceu Alckmin
Depois que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) sancionou ontem as primeiras 20 cidades paulistas que vão se transformar em Município de Interesse Turístico (MIT), Santa Isabel e Guararema - que fazem parte da lista -, já começam a programar investimentos no setor. 
Com o reconhecimento, Guararema passará a receber um recurso anual do Estado estimado em R$ 550 mil, direcionado exclusivamente para incrementar o turismo, bem como os atrativos já existentes como o Pau d'Alho, Luís Carlos, Maria-Fumaça, Pedra Montada, além dos eventos, como o Cidade Natal e o Festival de Cinema e Meio Ambiente.
O significado de se transformar em MIT, conforme ressaltou a Prefeitura de Guararema, é "a consolidação como destino turístico, a atração de visitantes, os investimentos na área, além do impacto direto nos serviços públicos e na qualidade de vida da população". 
O recurso, complementou ontem a administração municipal, será utilizado na execução do Plano Diretor de Turismo, na manutenção dos equipamentos turísticos já existentes, no fomento aos eventos da cidade e na elaboração de novos projetos. 
Já a classificação de Município de Interesse Turístico para Santa Isabel também traz grandes expectativas para o desenvolvimento econômico e a geração de emprego na cidade. A administração receberá aproximadamente o mesmo de Guararema, por ano, para fomentar o turismo local. Inicialmente, os recursos poderão ser utilizados na formação de guias e profissionais da comunicação, para explorar as pontos e rotas turísticas que o local oferece, além de desenvolvimento de projetos para o setor.
Para o secretário municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Tiago Pierre, o MIT é uma grande conquista para Santa Isabel, que poderá contar com um recurso exclusivo e atrair ainda mais pessoas à cidade. 
Ele ainda destacou os principais pontos turísticos do município, lembrando que há cachoeiras, trilhas, mais de 700 quilômetros de estradas rurais, que são utilizadas para mountain bike, rallys e outras atividades. "A nascente do rio Jaguari está aqui e 25% do território de Santa Isabel faz parte da Serra de Itaberaba, e ainda tem a Serra Pedra Branca e uma centena de cachoeiras", apontou Pierre.
Comemorações
Para os deputados estaduais que auxiliaram na conquista do título para as cidades, há vários motivos para comemoração. André do Prado (PR) classificou o MIT para Guararema como "histórico". "Há muitos anos, a cidade pleiteava ser uma estância, agora, isso está cada vez mais perto. Como Município de Interesse Turístico, Guararema ficará ainda mais conhecida e será divulgada em várias regiões do Estado, ampliando o volume de visitação", argumentou.
O prefeito de Guararema, Adriano Leite (PR), também comemorou o fato. "É a certificação do Estado que a cidade tem total condição de atrair visitantes e recebê-los. Além disso, é o reconhecimento oficial, uma vez que o turismo já é um fator econômico importante para o município", disse.
O deputado estadual Luiz Carlos Gondim (SD), por sua vez, afirmou estar "muito contente", especialmente por Santa Isabel, município que auxiliou a obter o MIT. "Desde a época do ex-prefeito Gabriel Gonzaga Bina (PV), o Padre Gabriel, até a atual gestão da Fábia Porto (PRB), estamos lutando por isso. Representa muito para todos nós", afirmou. (Colaborou Fernanda Fernandes)

Fonte:Mogi News

Oportunidade: Biritiba Mirim abre 15 vagas com salários de até R$ 1,9 mil

Inscrições serão feitas apenas nos dias 7 e 8; vagas são apenas para o Programa Estratégia da Saúde da Família
Foto: Daniel Carvalho


Interessados devem comparecer no prédio da prefeitura, na avenida Maria José Siqueira Melo, número 340
A Prefeitura de Biritiba Mirim vai abrir 15 vagas para o processo seletivo simplificado destinado ao Programa Estratégia da Saúde da Família. As remunerações serão a partir de R$ 1,2 mil, podendo chegar a R$1,9 mil para preencher as vagas de médicos, psicólogos, técnicos de enfermagem e motoristas. As contratações serão temporárias, com vigência de um ano, podendo ser prorrogada. As inscrições terão início na próxima quarta-feira, dia 7 e encerram no dia seguinte. As informações foram divulgadas ontem, em edital publicado no Dat.
O maior número de vagas é para a contratação de técnico de enfermagem, com cinco oportunidades e salário de R$ 1,7 mil para trabalhar 40 horas semanais. A única exigência é que o profissional tenha a formação técnica na área em que pretende atuar e registro no Conselho Regional de Enfermagem (Corem).
Já para a vaga de motorista, é necessário que o candidato tenha experiência de, pelo menos, um ano na função, com escolaridade até a quarta-série do ensino fundamental e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria D ou superior. Esse é o cargo que oferece a menor remuneração, com vencimentos de R$ 1,2 mil.
As maiores remunerações são para os cargos de ensino superior, que é o caso dos médicos. A remuneração prevista para a ocupação é de R$ 1,9 mil, com carga horária de 20 horas semanais.
A Prefeitura abriu duas vagas para médico clínico geral, uma oportunidade para psiquiatra e uma para ultrassonografista. Além dos cargos na área da medicina, também há mais duas vagas para psicólogos.
As inscrições serão feitas presencialmente apenas nos dias 7 e 8 de junho. Os interessados devem comparecer no prédio da Prefeitura, na avenida Maria José Siqueira Melo, 340, das 8 às 11 horas ou das 12 às 16h30. Para o ato da inscrição, os candidatos devem levar o currículo e documentos (RG, CPF, Título de Eleitor e comprovante da última votação, Certificado de Reservista, CNH D ou superior, Comprovante de escolaridade, Carteira de Trabalho, carteira do Programa Integração Social (PIS)). Para os médicos também é necessário levar o comprovante de realização de residência médica ou da obtenção de título de especialista da habilitação exigida.
Confira as vagas disponíveis no quadro
Cargos                                  Vagas      Remuneração     Carga Horária Semanal
Médico                                       2           R$ 1.927,19                   20 horas
Médico Psiquiatra                      1           R$ 1.927,19                   20 horas
Médico Ultrassonografista         1           R$ 1.927,19                   20 horas
Psicólogo                                   2           R$ 1.927,19                   20 horas
Técnico de Enfermagem           5            R$ 1.721,96                  40 horas
Motorista                                   4           R$ 1.265,76                   40 horas
TOTAL de Vagas                    15

Fonte:Mogi News

Semana que vem: Câmara e secretário debaterão SIS

A Câmara recebe na próxima terça-feira o secretário de Saúde Marcello Cusatis para detalhar o recadastramento do Sistema Integrado de Saúde (SIS), que é feito desde o início de maio
Foto: Daniel Carvalho


Ideias serão discutidas com o secretário Cusatis
A Câmara recebe na próxima terça-feira o secretário de Saúde Marcello Cusatis para detalhar o recadastramento do Sistema Integrado de Saúde (SIS), que é feito desde o início de maio. A reunião será realizada durante a sessão ordinária do Legislativo, às 15 horas.
De acordo com o vereador Mauro Araújo (PMDB), que solicitou o encontro com Cusatis, o objetivo é esclarecer todas as dúvidas sobre o recadastramento. "Sempre que você oferece um serviço de qualidade, a vinda de pessoas de outras cidades cresce. Foi assim quando as primeiras creches foram instaladas em Jundiapeba", ressaltou.
O vereador classificou que um "turismo de saúde" está sendo realizado em Mogi. "Sei de casos de pessoas de outros estados que estão vindo para a cidade tirar o cartão SIS para marcar consultas com especialistas. Sabemos que existem estados em que esse tipo de atendimento pode demorar cerca de um ano para ser agendado. Já em Mogi são 15 ou 20 dias", acrescentou.
Para Araújo, a melhor forma de reduzir a vinda de pessoas de outras cidades para Mogi é a conscientização da população. "Os mogianos precisam entender que cada vez que eles dão uma conta de luz, eles estão dividindo o serviço. Se um dia ele precisar de um atendimento vai encontrar os postos mais cheios. Sabemos das dificuldades dos moradores de outras cidades, mas precisamos pensar nos mogianos", disse.
Araújo destacou que a vinda de pessoas de outras cidades não melhora o serviço de Saúde na região. "Se não fizermos essa discussão, as outras cidades não avançam. Os prefeitos e vereadores não serão cobrados", avaliou.
AACD
O vereador Otto Rezende (PSD) apresentou uma indicação solicitando melhorias no ponto de ônibus localizado na Avenida Pedro Romero, na Vila Suíssa, próximo àAssociação de Assistência à Criança Deficiente (AACD). Segundo Rezende, a cobertura é insuficiente para abrigar todos os pacientes da unidade. Ele pede também o aumento do número de ônibus para atender o local no horário das 15 horas, quando ocorre a saída dos pacientes.
Refinanciamento de Débitos é apresentado para o Legislativo
O projeto de lei que estabelece o Programa Especial de Refinanciamento de Débitos (Refis) chegou ontem à Câmara
O projeto de lei que estabelece o Programa Especial de Refinanciamento de Débitos (Refis) chegou ontem à Câmara. Agora, ele terá que passar por todas as comissões pertinentes antes de seguir para votação. De acordo com a Prefeitura de Mogi, atualmente, a dívida ativa do município é de R$ 816 milhões, nos quais R$ 231 milhões estão sendo pagos.
Na semana passada, o Legislativo já havia recebido um projeto de lei que altera o Programa de Parcelamento de Débitos (PPD). A diferença entre os programas é que o PPD pode ser feito a qualquer momento pelos inadimplentes, mas não prevê o perdão de juros. Já o Refis é realizado em um período pré-estabelecido, no entanto, contempla o perdão dos juros.
A Prefeitura não informou o quanto pretende arrecadar com o Refis. A administração afirmou que R$ 585 milhões podem ser renegociados. O maior devedor de Mogi possui um débito de R$ 52 milhões. O texto que chegou à Câmara prevê um desconto de pelo menos 15% da dívida com o parcelamento do restante em no máximo 24 parcelas, quando for concedida anistia de 80% ou 100% das verbas determinadas pela Prefeitura. O Refis será feito em 90 dias com a possibilidade de prorrogação em 30 dias.
Vencedores
A Câmara divulgou ontem os estudantes selecionados para o Parlamento Estudantil 2017. Foram escolhidos 23 projetos da categoria Infantojuvenil e outros 23 da Jovem. A lista com os vencedores pode ser consultada nos sites do Legislativo Portal News. O parlamento será entre os dias 5 e 8 de junho. (L.N.)
Quadro
Vereadores Infantojuvenis 
Andressa Lopes Colégio Gutenberg
Aurora Enande Gomes de Deus Maple Bear
Beatriz de Souza Martins E. E. Professora Helena Urbano Nagib
Camila Rodrigues Messina Colégio Alfabeto
Emely Vitória Ramos dos Santos Colégio CWC
Felipe Appelt Gomes Colégio MCE
Gabriela de Bortoli Sousa Colégio Objetivo Integrado
Heloísa Santos Cavalcante de Góis E. E. Leonor de Oliveira Mello
Ian Salles Machado E. E. Paulo Tapajós
João Victor Rossi Iglesias Almeida Universo da Educação Básica - UEB
Laura Maria Mendonça E. E. Maestro Antônio Mármora Filho
Lavínia Nunes Mesquita Colégio Gênesis
Lívia Eduarda Oliveira Pequeno E. E. Frei Thimoteo Van Den Broeck
Maria Luisa de Oliveira Araújo Colégio Brasilis
Matheus José Maia Moreira Passos Instituto Dona Placidina
Nayara Queiroz Pereira E. E. Professora Maria Isabel dos Santos Mello
Rafael Neves Ramalho de Oliveira Colégio Náutico Mogiano
Raquel de Paula Almeida E. E. Professora Iracema Brasil de Siqueira
Roberta Moussa Barbosa Colégio Gaspar Vaz
Tamires Rodrigues Pereira Colégio Saber
Thayná Miriã Pereira E. E. Antônio Olegário dos Santos Cardoso
Victor Cardoso Leite Colégio Santa Mônica
Vinicius Nogueira da Sila Oliveira Cempre Benedito Ferreira Lopes
Vereadores Jovens
Aldrin Marques de Souza Rosa E. E. Dagoberto José Machado
Alexandre Pereira da Silva Junior Centro Educacional Sesi 365
Anna Clara Lyrio Valente Francisco Colégio Sepp
Bianca Feitosa de Morais Colégio São Raphael
Eliseu de Souza Sodré Centro Educacional Sesi 113
Gabriel Soares da Silva E. E. Professora Lucinda Bastos
Gabriela Maria da Costa Leite Colégio Mello Dante
Gabrielli Stefany Luiz dos Santos Colégio Alfabeto
Gustavo Costa dos Santos Souza E. E. Professor José Sanches Josende
Jady Moreira Silva E. E. Vereador Narciso Yague Guimarães
Jhenifer de Oliveira Ferreira Carrascosa E.E. Jardim Santos Dumont I
João Felipe de Souza Silva E. E. Doutor Deodato Wertheimer
Kauê Ferreira de Alcantara Etec Presidente Vargas
Larissa Caroline de Souza Silva E. E. Professor José Ayumar G. De Miranda
Leandro Marcondes Teixeira E.E. Professora Irene Caporali De Souza
Leticia Bartulihe Tedim E.E Laurinda Cardoso Mello Freire
Luiz Fernando Malta de Paula Junior Colégio Guarani
Luiza Cordeiro Siqueira de Arruda Botelho Colégio Brasilis
Mayara Melo de Godoi E. E. Professora Adelaide Maria De Barros
Nikolas Shiro Nakamura E. E. Francisco Ferreira Lopes
Raphael Washington de Oliveira E. E. Professor Camilo Faustino De Mello
Ruan dos Santos Ferreira E. E. Doutor Washington Luís
Sabrina Alves do Nascimento E.E. Professor Paulo Ferrari Massar

Fonte: Câmara de Mogi das Cruzes

EM REUNIÃO COM A DIREÇÃO DA ANTT PARA TRATAR SOBRE A CONSTRUÇÃO DOS VIADUTOS DE MOGI DAS CRUZES

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
Estou essa manhã em reunião com o secretário municipal de desenvolvimento de Mogi das Cruzes, Sadao Sakai; os vereadores Farofa e Dr. Péricles; e o Diretor da ANTT, Sérgio Lobo, para tratar sobre a construção de dois importantes projetos para a população, que contam igualmente com o apoio do deputado estadual André do Prado: os viadutos de Jundiapeba e da Vila Industrial (na Avenida Cavalheiro Nami Jafet).
Em meio à uma das piores recessões da história do país, o orçamento destinado às obras de infraestrutura do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil sofreu um grande contingenciamento, inviabilizando diversos projetos por todo o país, dentre eles, os viadutos de Mogi das Cruzes. Porém, com a aprovação no dia 02 de maio da Medida Provisória (MP) 752/16, que estimula as agências reguladoras ou entidades competentes a incorporarem novos serviços, investimentos e tecnologias em seus contratos prorrogados e relicitados, temos uma nova oportunidade de dar seguimento a essas obras.
A partir desta MP, a concessionária MRS Logística S.A., que compartilha, controla, opera e monitora a malha ferroviária do Alto Tietê desde 1996, terá que seguir um cronograma de investimentos para serem realizados. Desta forma, buscamos por meio das nossas ações, entre elas essa reunião, sensibilizar a ANTT e a MRS da importância destas obras para a segurança e mobilidade urbana do município e para a melhoria dos serviços da própria concessionária, demonstrando e argumentando a prioridade destes investimentos.
Reforçando as ações para que os projetos das transposições ferroviárias avancem, o deputado estadual André do Prado está desenvolvendo um importante trabalho no nível estadual, fazendo gestão junto a CETESB; e é importante citar igualmente os vereadores do PR Emerson Hong e Clodoaldo de Moraes, que estão sempre em contato defendendo estes projetos e que são essenciais para que possamos avançar.
Tenho um grande compromisso com Mogi das Cruzes, por isso indo além das emendas que já enviei para a Prefeitura, Santa Casa e Apae do município, reforço que continuarei, com a força da Frente Parlamentar Mista de Infraestrutura Viária e Mobilidade Urbana, da qual sou presidente, trabalhando e atuando junto aos Ministérios e órgãos federais para que essas obras cheguem à população.
#marcioalvino #andredoprado #sadaosakai #farofa #drpericles #emersonrong #clodoaldodemoraes #mogidascruzes #altotiete #partidodarepublica #pr #sp #viadutos #ferrovia #mobilidadeurbana #pr22sp #partidodarepublica
Medida Provisória (MP) 752/16: http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao…

Fonte:Carlos Lopes

quarta-feira, 31 de maio de 2017

DESTAQUE: Juizado de Mogi destina valor de transações penais a entidades sociais

31 de maio de 2017  DESTAQUE  
Maior parte dos recursos será destinada à Apae. (Foto: Eisner Soares)
Maior parte dos recursos será destinada à Apae. (Foto: Eisner Soares)

ELIANE JOSÉ
O Juizado Especial Cível e Criminal de Mogi das Cruzes entrega nesta sexta-feira, às 15 horas, R$ 78,7 mil a cinco entidades beneficentes da Cidade, que receberão recursos obtidos em transações penais firmadas com o Ministério Público, em crimes de menor potencial ofensivo.

Essa será a primeira vez que os recursos financeiros depositados em uma conta da Justiça, resultantes da penalidade imposta pela prestação pecuniária, possibilitará o repasse para o desenvolvimento dos projetos apresentados pelas entidades. E, detalhe: uma das condições para a participação era que a entidade também tivesse um histórico de quem recebe condenados à prestação de serviços comunitários.


De acordo com o juiz Eduardo Calvert, do Juizado Especial, a medida atende ao conceito de ressocialização proposto no Código Penal em 1995, que visa à redução do encarceramento daqueles que, após praticarem crimes de menor poderio ofensivo, terão dificuldades posteriores de inserção social e profissional ao serem rotulados como ex-detentos. Segundo o juiz, há uma dificuldade da Justiça em encontrar empresas e entidades dispostas a receber esse tipo de prestação de serviços. Tanto que apenas as entidades que entendem essa linha estão sendo agora beneficiadas.

Esses recursos deverão fazer diferença na contabilidade das entidades, que enfrentam nos últimos anos dificuldades financeiras para manter a assistência em função da redução dos repasses de recursos públicos e de doações.

Serão beneficiadas as seguintes entidades: Centro Educacional Jabuti (R$ 10.253,16), Lions Clube de Mogi das Cruzes (R$ 7.780,00), Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais, a Apae (R$ 31.503,19), Assistência Social Raios de Sol (R$ 10.135,00) e Entidade Centro Social Imaculado Coração de Maria (R$ 7.000,00).

As beneficiadas terão de prestar contas sobre como o recurso financeiro foi usado. A maioria deverá pagar por bens materiais. A legislação veta o pagamento de funcionários com o benefício.

O montante resulta de diferentes acordos selados pela Justiça, nos últimos meses. E novos valores começam a ser reunidos e serão revertidos à sociedade, segundo conta o juiz.

Fonte:O Diário de Mogi

Saúde: Maternidade da Santa Casa continua com superlotação

Situação, diz assessoria, tem melhorado dia a dia, porém, a demanda continua alta, mesmo com a rotatividade
Foto: Daniel Carvalho


Lotação permanece máxima em Mogi; em Suzano, procura também cresceu 20%
A maternidade da Santa Casa de Misericórdia de Mogi das Cruzes continua superlotada, apesar da situação estar melhorando a cada dia. É o que informou ontem a Assessoria de Imprensa da entidade.
De acordo com as últimas informações, a lotação permanece máxima no setor Neonatal e no de Maternidade. "Hoje (ontem) pela manhã temos 43 pacientes para 38 leitos na maternidade. Com provável alta de nove puérperas. Já no setor Neonatal estamos hoje (ontem) pela manhã com 30 recém-nascidos para 25 leitos", disse, em nota, a assessoria.
A superlotação na maternidade da Santa Casa foi assunto de reportagem no Mogi News nas últimas semanas, especialmente depois que o vereador Francisco Moacir Bezerra de Melo Filho (PSB), o Chico Bezerra, que também preside a Comissão de Saúde da Câmara de Mogi, comentou o fato.
Para ele, o Executivo e o Legislativo precisam pressionar o Governo do Estado para garantir o custeio para a ampliação do serviço.
Chico Bezerra, que também trabalha como médico na Santa Casa, informou que a maternidade chegou a ficar fechada entre o dia 23 (terça-feira passada) e parte do dia 24. Além disso, na semana retrasada, o setor de Ortopedia teve que ser adaptado para atender a grande demanda e as outras gestantes, que chegavam para ter filhos, precisaram ser orientadas a ir para outros hospitais por causa da falta de vagas.
No entanto, segundo afirmou a Assessoria de Imprensa da Santa Casa, estão sendo atendidas todas as pessoas que procuram a unidade. "Só estamos informando, diariamente, através de comunicados ao Cross, Samu e demais órgãos de saúde, sobre a lotação dos setores".
Isso porque, no momento, não há leitos disponíveis, mas, como os setores são muito dinâmicos e rotativos, os números podem mudar rapidamente.
Ainda conforme a assessoria, no último mês de abril foram realizados 423 partos (cesáreas e normais) e, em maio deste ano, do dia 1º até o dia 24, foram feitos 369 partos, entre cesarianas e partos normais.
Para Chico Bezerra, é necessário construir pelo menos mais 20 leitos na maternidade e mais leitos para a UTI Neonatal, a fim de atender a população a contento, até porque gestantes de outros municípios costumam procurar a Santa Casa mogiana.
Migração
Com a superlotação da maternidade da Santa Casa de Mogi das Cruzes, a procura por atendimento na unidade de Suzano cresceu cerca de 20%. Segundo o secretário municipal de Saúde de Suzano, Luis Cláudio da Rocha Guillaumon, as condições de atendimento na unidade são consideradas normais, porém "em um limite alto". "Quando se divulga que uma unidade está lotada, automaticamente as pessoas passam a procurar outra", comentou. (Colaborou Stefany Leandro)

Fonte:Mogi News

Câmara vai apresentar Portal da Transparência em 20 dias

Manutenção da nova plataforma que será disponibilizada no site terá um custo aproximado de R$ 5 mil por mês
Foto: Daniel Carvalho


Presidente disse que portal da transparência da Câmara será o melhor da região
Dentro de 20 dias a Câmara colocará em operação o novo Portal da Transparência. De acordo com o presidente do Legislativo, Carlos Evaristo da Silva (PSD), a plataforma é desenvolvida há quatro meses e abrigará todas as informações sobre a Câmara. Silva informou que a manutenção da plataforma terá um custo aproximado de R$ 5 mil por mês. O assunto foi discutido durante reunião realizada ontem no Plenarinho.
O presidente esclareceu que a Câmara já conta com um Portal da Transparência que funciona no site do Legislativo, mas que ele precisa de ajustes. "Teremos todas as informações na plataforma, como o salário dos funcionários, vereadores, ausências em plenário e outras ações. Contratamos a empresa que já construiu a plataforma. Agora, estamos definindo os últimos detalhes para que ela coloque o serviço em funcionamento", destacou.
Silva explicou que está seguindo uma recomendação feita a todas as câmaras e prefeituras. "Já existe o portal, mas ele precisava ser atualizado. Havia uma recomendação, só estou seguindo o que a lei manda. A orientação existia e os outros presidentes haviam dado início, no entanto, o portal precisava ser melhorado".
De acordo com o presidente, a empresa contratada para desenvolver o portal foi a Consultoria em Administração Municipal (Conam), especializada em serviços do setor público. "Estamos construindo o melhor Portal da Transparência da região. Esse trabalho é desenvolvido há quatro meses, não dá para fazer as coisas a toque de caixa", acrescentou.
A reunião em que o Portal da Transparência foi debatido com os vereadores ocorreu no horário da sessão. No encontro, o presidente falou de outros assuntos, como a palestra feita pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) na última semana. Silva também conversou sobre as viagens a Brasília, que precisam ser justificadas, o que, segundo ele, já é feito.
Ainda durante a sessão, o vereador Mauro Araújo (PMDB), informou que hoje a Câmara receberá a secretária de Educação Juliana Guedes para discutir a falta de professores nas escolas do município. O encontro será às 10 horas na sala Sérgio Nogueira.
O peemedebista lembrou que está elaborando um projeto de lei que permita a contratação de professores eventuais. "Vamos discutir a forma de fazer isso e sobre a falta de professores na rede. Nos próximos meses vamos apresentar uma nova legislação aceita pelos tribunais para essa contratação", disse.
Câmara questiona aluguel de estacionamento do Centenário
O valor pago pela Prefeitura de Mogi no aluguel do terreno que funciona o estacionamento do parque Centenário, em César de Souza, foi questionado pelos vereadores. A informação foi levantada pelo vereador Diego Martins (PMDB). De acordo com ele, a administração municipal desembolsa R$ 15 mil por mês pelo terreno e que no contrato de três anos o município gastará aproximadamente R$ 480 mil. Ele disse que verificará outros contratos de aluguel da Prefeitura.
O peemedebista criticou o valor pago de aluguel pelo local. “O estacionamento não é utilizado completamente durante a semana, apenas aos fins de semana. A Prefeitura quer cortar gastos em tantos setores, mas paga R$ 15 mil pelo terreno”, observou.
Outros vereadores sugeriram que a Prefeitura compre a área invés de locar. O vereador Mauro Araújo (PMDB) lembrou que a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) possui uma área três vezes maior que o estacionamento e que estaria vazia. O vereador Cláudio Miyake (PSDB) disse que há alguns anos também cogitou utilizar uma área atrás do parque com estacionamento e entrada. 
Ainda durante a sessão, o vereador Rodrigo Valverde (PT) apresentou um requerimento solicitando a Prefeitura informações sobre as renegociações de contratos. “No começo do ano, a Prefeitura disse que uma comissão faria essa renegociação. Quero saber quanto isso já gerou de recursos e quais contratos foram revistos”, disse.

Fonte:Mogi News

Em Brasília em busca de recursos para nossa Cidade Mogi das Cruzes

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, terno
Em Brasília em busca de recursos para nossa Cidade Mogi das Cruzes, juntos Ver: José Francimário, ( Farofa PR), Secretário de Desenvolvimento Econômico Social Sadao Sakai PR, Dep: Federal Márcio Alvino PR, Assessor Carlos Lopes,( Caca PR), Ver: Dr Péricles Bauad PR.

Fonte: Carlos Lopes

domingo, 28 de maio de 2017

QUADRO DESTAQUE: Mogi registra superávit de R$ 94,2 milhões no primeiro quadrimestre

27 de maio de 2017  QUADRO DESTAQUE  

O balanço foi apresentado ontem, na Câmara, pelo secretário de Finanças, Aurílio Caiado. (Foto: Arquivo)

O sinal de alerta acendeu nas contas da Prefeitura de Mogi, ao se confirmar uma queda de 5,6% nas receitas orçamentárias, considerado o primeiro quadrimestre do ano. O balanço foi apresentado ontem, na Câmara, pelo secretário de Finanças, Aurílio Caiado. Ele focou em três aspectos básicos: as receitas municipais (impostos cobrados pela própria Prefeitura) vão bem e registraram aumento de 8,1% no IPTU e de 12% no Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis, mas as transferências do Estado e União caíram. Resultado: enquanto no primeiro quadrimestre de 2016 entraram nos cofres do Município R$ 477,7 milhões, neste ano o arrecadado foi de R$ 469,1 milhões. Uma quebra de R$ 8,6 milhões.

“De qualquer forma – disse Aurílio – a administração tem conseguido manter o equilíbrio, graças à redução de gastos implementada este ano e que gerou uma economia de R$ 94,2 milhões”.

No período, considerando a Prefeitura, Semae, Iprem e Câmara, Mogi das Cruzes arrecadou R$ 469,1 milhões e gastou, no todo, R$ 374,9 milhões. O que resulta em um superavit de R$ 94,2 milhões.

Em audiência com vereadores, à qual compareceram também o superintendente do Iprem, José Carlos de Aguiar Calderaro, e o diretor do Semae, Paulo Beone Jr., o secretário das Finanças destacou outra preocupação: a grande possibilidade de não se confirmar o orçamento previsto para a Prefeitura este ano, e elaborado em 2016, onde se estima um total de R$ 1,23 bilhão. “Se houver o que chamamos de frustração de receita, não será possível investir em tudo o que foi previsto”.

Uma das maiores quedas ocorreu nas transferências do ICMS, a principal fonte de receita indireta do Município: foi de menos 10,5% em relação ao ano passado. E a parte do Município no IPVA, referente a licenciamento de veículos, também caiu: menos 7,9%.

Fazendo questão de dizer, sempre, que a administração está alerta ao cenário, o secretário de Finanças apresentou o percentual despendido com o quadro de funcionários públicos: foi de 41,79% da receita nos primeiros quatro meses do ano. A Lei de Responsabilidade Fiscal impõe como parâmetro de alerta o percentual de 48,6%, de “prudencial” o de 51,3% e, de máximo, 54%.

Desinformados

Durante o encontro com os vereadores, o secretário Aurílio Caiado recebeu um pedido inusitado: o presidente da Câmara, Carlos Evaristo, e o vereador Pedro Komura, confessando-se com pouca informação sobre o tema, pediram-lhe um encontro para que lhes explique os trâmites da Lei de Diretrizes Orçamentárias, da Lei Orçamentária Anual e do Plano Plurianual.


“São leis distintas, complexas e pedimos ao secretário uma reunião para esclarecer os vereadores. Há vereadores novos e eles têm dificuldades em entender”, disse Komura. “Tanto o Tribunal de Contas como o Ministério Público estão cada vez mais exigentes no cumprimento desses orçamentos”.

Também o presidente da Câmara, Carlos Evaristo, se confessou sobre o tema: “Seria uma aula para nós, vereadores. Mesmo o Pedro Komura, com 30 anos de Câmara, tem dúvidas. Estou há 12 anos como vereador e também tenho”.

Fonte: O Diário de Mogi

QUADRO DESTAQUE: Livro fotográfico ilustra a história da barraca de afogado da Festa do Divino

27 de maio de 2017  QUADRO DESTAQUE  
O modo de preparo de cada alimento que faz parte do afogado e o trabalho de dezenas de voluntários são retratados na obra. (Foto: Jorge Regato)
O modo de preparo de cada alimento que faz parte do afogado e o trabalho de dezenas de voluntários são retratados na obra. (Foto: Jorge Regato)

O afogado, prato mais tradicional da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes, ganhou destaque pelas lentes do fotógrafo Robson Regato, que lançará o livro “A Barraca do Afogado” na segunda-feira, a partir das 18h30, na Carmela Cantina. A rotina exaustiva durante os 11 dias de festa, a cozinha, o modo de preparo de cada alimento que faz parte do afogado (caldo de carne, batata e temperos) e o trabalho de dezenas de voluntários são retratados em 96 páginas do livro fotográfico, de autoria do mogiano. O evento de lançamento é aberto ao público e no local haverá venda dos livros.

Este é o segundo trabalho de Regato sobre a Festa do Divino que, em 2010, fez os livros “O Trabalho” e “A Fé”, ao lado do também fotógrafo Lailson Santos, documentando em imagens as partes religiosa e do trabalho voluntário da festa centenária em Mogi e uma das principais tradições culturais do Brasil.


“Fui fotografar a barraca do afogado com o intuito de registrar o trabalho do Airton [Nogueira] e posteriormente fazer uma exposição fotográfica com o material. Além de meu amigo pessoal há 40 anos, ele coordenava tudo aquilo desde 1998 e de uma forma magnífica. Mas logo no primeiro dia fui pego de surpresa com a quantidade de trabalho, de pessoas envolvidas e naturalmente fui contagiado por elas. De repente, não era mais só o Airton que me atraía ali, embora o objetivo fosse homenageá-lo. Quando me dei conta, tinha material fotográfico para editar um livro e então eu decidi mostrar o quão mágica e abençoada é aquela cozinha. Quem me abriu essa porta foi meu grande amigo, que partiu sem que eu pudesse dar esse presente, materialmente, para ele”, comenta o autor. Nogueira morreu em dezembro de 2016.

O livro Barraca do Afogado teve o apoio das empresas Alumifran Descartáveis, Arrumando a Casa, Carmela Cantina, DCO Advogados, Faberge Concessionárias, Helbor Empreendimentos, Mogi Shopping, Sancet Laboratório Médico, Sincomércio, Sincomerciários, Spock Burger, Timeline Comunicação e VM Hortifruti.

O lançamento do livro para o público será na Cantina Carmela, Rua Carmela Dutra, 174, no Parque Monte Líbano, em Mogi. A publicação também será lançada na própria barraca do afogado, reservada aos voluntários, quando cada um deles será presenteado com um exemplar.

Visita
Os festeiros e capitães de mastro da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi visitaram ontem o Instituto Pró+Vida São Sebastião, na Vila São Sebastião. A visita das bandeiras é um dos compromissos que os festeiros João Pedro dos Santos Oliveira e Marcia Regina Pauletti Oliveira e os capitães de mastro Sérgio Paschoal Gomes e Nilde de Lima Gomes terão nos próximos dias até o encerramento da festa, no dia 4 de junho.

As próximas visitas com as bandeiras ocorrerão na terça-feira, na Santa Casa de Mogi, às 14h30; na quarta-feira, no Instituto Anna de Moura, também às 14h30; na quinta-feira, no Hospital Santana, às 14h30; e na sexta-feira, às 10 horas, na Casa São Vicente de Paulo.

Hoje acontece a primeira alvorada deste ano, com expectativa de receber 2 mil pessoas. A concentração ocorre a partir das 4h30, em frente ao Império, na Praça Coronel Almeida. Às 5 horas, festeiros, capitães de mastro, padres e devotos saem em cortejo pelas ruas centrais do entorno da Catedral de Santana, ponto de chegada dos fiéis para o café no salão paroquial.

Fonte:O Diário de Mogi

Sucesso: Barbosa festeja cinco décadas dedicadas à música em Mogi

Músico, com influências no jazz e bossa nova, conta sobre sua carreira e os desafios para conquistar o público
Foto: Daniel Carvalho


Barbosa Sebastião da Silva - Saxfonista
Sebastião da Silva é o nome do saxofonista nascido no município de Resende, no Rio de Janeiro, que trouxe o seu talento para Mogi das Cruzes, onde mora atualmente. Conhecido como Barbosa, ele conquistou o público da cidade. Com 76 anos de idade, 50 deles dedicados à música, faz shows frequentemente no Mais Brasil Bar, localizado em Mogi, além de casas noturnas de São Paulo.
O motivo do apelido, que ganhou na adolescência, refere-se às semelhanças físicas com o goleiro da seleção brasileira de futebol de 1950, Moacir Barbosa Nascimento, o Barbosa. "Eu vim para Mogi ainda criança, com apenas 10 anos. Na época, o meu pai trabalhava em uma empresa e acabou sendo transferido para atuar na cidade", conta.
Em Mogi, começou a jogar futebol profissionalmente pelo Clube Vila Santista e foi então que o apelido surgiu. "No clube, os garotos se reuniam para jogar conversa fora e tocar instrumentos. A partir desses encontros, formou-se um grupo musical", lembra.
Segundo Barbosa, o dom pela música veio de berço, já que o seu pai tocava sanfona. "Toco instrumentos como gaita e pandeiro desde os 17 anos, e nunca fiz aulas para aprender nenhum deles. No grupo musical formado no futebol, trocávamos experiências", recorda-se.
Mais maduro, o músico aprendeu a tocar saxofone, instrumento que ganhou seu coração e que permaneceria com ele para toda a vida. "Sempre gostei e admirei muito a bossa nova do Brasil e o jazz e blues dos Estados Unidos. Lembro que a primeira música que aprendi a tocar foi 'Samba de uma nota só' de Tom Jobim. A partir de então, peguei gosto por este instrumento, acabei adquirindo mais experiências e passei a estudar".
De acordo com Barbosa, era praticamente impossível viver apenas da música quando era jovem. Por este motivo, conciliava um emprego em um banco da cidade com o futebol e apresentações nos bares à noite. "Quando o banco foi vendido, houve um acordo entre os funcionários, e, partir desse período, decidi me dedicar totalmente à musica. No início, ia sozinho para São Paulo procurar locais para tocar. Eu era pouco experiente na época e isso dificultou", lembra.
Por volta dos anos 1970, Barbosa montou um grupo com amigos e começaram a tocar em bailes e bares de Mogi. E, desde então, nunca mais parou. Muitos compositores o inspiram, em especial as mulheres. "As minhas maiores inspirações são cantoras, como Diana Ross, Billie Holiday, Elis Regina, além de Roberto Carlos".
Apesar das dificuldades do meio musical, Barbosa incentiva aqueles que desejam ingressar na área. Persistência e determinação precisam fazer parte do perfil. "Estude, insista no que almeja, e nunca deixe de ouvir músicas de qualidade. E não se esqueça de ser humilde e se valorizar", finaliza. (*Texto sob supervisão do editor)
Fonte da cidade será lembrada em novo álbum
Com uma carreira dedicada à música, Barbosa se apresenta em diversas casas noturnas, dentre elas o Mais Brasil, em Mogi
Com uma carreira dedicada à música, Barbosa se apresenta em diversas casas noturnas, dentre elas o Mais Brasil, em Mogi. "Há alguns anos realizo o show 'Rio New York' em Mogi. A apresentação é em homenagem ao meu aniversário, celebrado em 9 de outubro. Neste ano, estou preparando mais uma edição, e esta é uma oportunidade de mais pessoas conhecerem o meu trabalho", convida. O título do show, segundo Barbosa, combina seu gosto musical pela bossa nova e o jazz dos Estados Unidos. O Mais Brasil fica na rua Engenheiro Gualberto, 199 , no centro. A programação pode ser consultada na página do Facebook (fb/maisbrasilbarerestaurante). 
Com um CD lançado há cinco anos, que recebeu o nome "Recordações", Barbosa já pensa no segundo disco que deve se chamar "Barbosa canta Fonte Luminosa". "O álbum contará com músicas que tocavam entre os anos 1955 e 1965. O nome remete aos encontros de amigos e às paqueras da sua época, quando elas ocorriam em volta de uma fonte localizada no Largo do Rosário, conhecida como Praça da Marisa, no centro da cidade. Ali tivemos muitas histórias",  revela. Mais informações sobre o músico pelo telefone 9-9201-1050. (V.F.)

Fonte:Mogi News

sábado, 27 de maio de 2017

premiação: Escola estadual mogiana vai ganhar um polo experimental

Cursos on-line e bolsa de R$ 1 mil da United Way foram dados para os alunos vencedores da 4ª FeCEESP
Foto: Daniel Carvalho


Estudantes foram premiados com plataforma digital
A escola estadual Adelaide Maria de Barros, no Conjunto Toyama, receberá um polo experimental.
A plataforma virtual será oferecida como parte da premiação aos estudantes vencedores da 4ª Feira de Ciências das Escolas Estaduais de São Paulo (FeCEESP), organizada pela Secretaria de Estado da Educação.
O polo será implantado pela empresa de tecnologia Cisco, uma das parceiras da FeCEESP.
A feira de ciências premiou os estudantes Bruno Gaspar e Wesley Oliveira, que criaram em parceria com outros alunos da escola Adelaide Maria de Barros, um aplicativo de gerenciamento de resíduos sólidos.
Eles já haviam participado da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), um dos principais eventos da categoria.
Além da criação do polo, que consiste em uma plataforma de cursos on-line, os estudantes vencedores receberam uma bolsa de R$ 1 mil da United Way.
Agora, os mogianos participarão da Mostra Brasileira de Ciência e Tecnologia (Mostratec), em outubro, em Nova Hamburgo.
A dirigente regional de Ensino de Mogi, Rosania Morales Morroni, avaliou que o polo deve estimular o interesse pela área científica em muitos estudantes. "Não serão apenas os alunos da escola Adelaide Maria de Barros que terão acesso ao polo", informou. "A pesquisa científica e a iniciação já perdeu muito no país, nos últimos anos, com corte de repasses pelo governo federal".
Segundo ela, é hora do Brasil continuar investindo, especialmente na base. "Estamos com esses alunos desde pequenos", destacou a dirigente regional de Ensino.
Para Rosania, a área da tecnologia vai ganhar cada vez mais espaço e os alunos precisam estar preparados para o futuro.
"O aluno do 9° ano já pode começar a ser inserido e no Ensino Médio o leque de atuação se abre infinitamente. Vejo com bons olhos um equipamento como esse dentro da escola. Ter um polo é um referencial e fomenta a pesquisa. Isso é acreditar na escola pública", acrescentou.

Fonte:Mogi News

Passamos na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, no Gabinete do Deputado Estadual André do Prado,

A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
Passamos na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo, no Gabinete do Deputado Estadual André do Prado, Bacan, Luizinho da Vila, Dep: André do Prado, Vereador José Francimário,( Farofa), assessor do Ver: Farofa Carlos Lopes, Assessor do Dep: André do Prado, Azarias Do Amaral, ( Zaza ).

Fonte: Vinìcios Fraciscisconi, (Foto).

Operações especiais: Polícia Civil realiza ações contra roubos

Delegado seccional, Marcos Batalha, detalhou resultados do trabalho investigativo e operacional reforçado durante as várias blitze já efetuadas
Foto: DANIEL CARVALHO


Batalha: "Neste ano, mais de 500 já foram presos"
A Delegacia Seccional de Mogi das Cruzes vem realizando frequentes operações em Ferraz de Vasconcelos e Itaquaquecetuba para evitar e diminuir os roubos.
Além do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) e da Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise), o delegado seccional Marcos Batalha reúne policiais de todo o Alto Tietê e concentra as operações nas duas cidades; o que tem contribuído para a diminuição gradativa de roubos na localidade.
Segundo a Delegacia Seccional, as operações têm sido realizadas quase que diariamente e têm garantido a tranquilidade da população.
Ainda por determinação da Seccional, todos os distritos policiais da região devem intensificar as abordagens em motocicletas, fiscalizando não somente os veículos, mas os seus condutores.
Essa medida passou a ser adotada após um levantamento apontar que 30% dos roubos são cometidos por pessoas usando motos. Só a Polícia Civil tem feito abordagens de, aproximadamente, 150 motocicletas por dia. 
De acordo com o delegado Marcos Batalha, na semana passada, policiais do Núcleo de Roubo de Cargas fizeram a abordagem a dois ocupantes de uma moto, os quais possuíam antecedentes por roubos e a motocicleta estava com a placa adulterada, indicando que certamente iriam cometer outros assaltos. "Na mesma semana, policiais do Garra abordaram três ocupantes de motocicletas, que eram procurados pela Justiça e foram presos", exemplificou.
Outra medida adotada é a frequente fiscalização em lojas de consertos de aparelhos de telefones celulares. É que cerca de 20% a 30% dos roubos são de celulares e muitos deles são roubados para que receptadores possam desmontá-los e comercializar as peças, ou para tentar mudar o número do Imei do aparelho.
A Polícia Civil também tem realizado operações conjuntas com a Polícia Militar e com a Guarda Municipal, o que tem contribuído para conter o aumento nos roubos.
O Núcleo de Roubo de Cargas da Delegacia Seccional recebeu determinação de Batalha para realizar bloqueios em todo o Alto Tietê, a fim de evitar roubo de cargas. "Este índice em nossa região é baixo em comparação com outros municípios do Estado. Mas, mesmo assim, as operações devem continuar para mantermos a situação dentro da normalidade", afirmou ele.
A Delegacia Seccional tenta ainda convencer os prefeitos e vereadores de Ferraz e Itaquá a implementarem a lei seca, a exemplo do que já ocorre em Mogi das Cruzes. Essa medida irá contribuir para a diminuição dos crimes.
As ações na região são coordenadas pela Delegacia Seccional e pelo Departamento de Polícia da Macro São Paulo (Demacro), ao qual se subordinam todas as delegacias da Grande São Paulo, que têm como diretor Albano David Fernandes.

Fonte:Mogi News